A Diferença entre as Fibras

Você deve saber que acrescentar fibras à sua rotina é uma ótima maneira de ter uma vida mais saudável e manter o bom funcionamento intestinal.1,2

Ainda assim, se você é como a maioria das pessoas, provavelmente poderia incluir mais fibras em sua dieta. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o consumo de fibras alimentares deve ser de pelo menos 25 gramas por dia e a população brasileira ingere apenas cerca de 50% da recomendação diária de fibras.3,4

Mas você sabia que não é apenas a quantidade de fibras que importa, mas também seu equilíbrio entre fibras solúveis e insolúveis? Você sabe porque são complementares?

Têm habilidade de absorver água e formar um gel no trato intestinal, aumentando o volume das fezes e amolecendo o bolo fecal.5-7

Exercem um estímulo mecânico que promove a secreção de muco e água, aumentando a massa das fezes e seu amolecimento.5-8

FiberNorm é composto de

Polidextrose

A polidextrose é uma fibra solúvel e prebiótica.9-12

Inulina

A inulina é uma fibra solúvel altamente fermentável, sendo extensamente conhecida principalmente pela sua ação prebiótica.13,14

Goma arábica

A goma arábica é uma fibra solúvel viscosa, que aumenta o conteúdo de água das fezes, funcionando como um agente formador de massa. É uma fibra prebiótica bifidogênica.15-18

Fibra de maçã

A fibra de maçã é composta de frações solúveis e insolúveis. É capaz de formar um gel que aumenta o volume das fezes.14-19

Celulose

A celulose é uma fibra insolúvel que auxilia no aumento do volume fecal.20,21

Fibra de aveia

A fibra de aveia possui fibras insolúveis nas suas camadas mais externas que contribuem para o aumento do volume fecal.22-26

Amido resistente

O amido resistente é uma fibra insolúvel capaz de aumentar a massa fecal.27-29

A inclusão de fibras na dieta favorece o bom funcionamento do intestino.5

*Proporção referente à quantidade total de fibras no produto (4 g de fibras para uma porção de 5 g).

Referências bibliográficas: 1. Marlett JA et al. Position of the American Dietetic Association: health implications of dietary fiber. J Am Diet Assoc. 2002;102(7):993-1000. 2. Anderson JW, et al. Health benefits of dietary fiber. Nutr Rev. 2009;67(4):188-205. 3. Jones MJ. CODEX-aligned dietary fiber definitions help to bridge the ‘fiber gap’. Nutrition Journal. 2014;13(34):1-10. Available from:

Ver mais

Compre Aqui
Amostra Grátis